sábado, 29 de novembro de 2008

.Das coisas.


"Vim tanta areia andei
Da lua cheia eu sei
Uma saudade imensa
Vagando em verso eu vim
Vestido de cetim
Na mão direita rosas vou levar

Olha a lua mansa
A se derramar
Ao luar descansa
Meu caminhar
Cantando eu vim
Vou não faça tréguas
Sou mesmo assim

Já me fiz a guerra
Por não saber
Que esta terra encerra
Meu bem querer
E jamais termina meu caminhar
Só o amor me ensina
Onde vou chegar

Rodei de roda andei
Dança da moda eu sei
Cansei de se sozinha
Verso encantado usei
Meu namorado é rei
Nas lendas do caminho
Onde andei

No passo da estrada
Só faço andar
Tenho o meu amado a me acompanhar
Vim de longe léguas
Meu olhar de festa se fez feliz
Lembrando a seresta que um dia eu fiz..."


É o final de ano chegar e eu começo a ficar pensativa! Não triste... não, não é isso! Ao contrário, tem acontecido tanta coisa boa na minha vida ultimamente que tenho andado bem feliz! Mas fico pensando em tudo que aconteceu esse ano.... tudo que vem acontecendo! Eh tão estranho como certas coisas mexem tanto com a gente.. e mudam tanto a nossa vida!
O que mexe comigo também é essa sensação de "crescer"! De se tornar adulta. Isso me assusta um pouco as vezes! Crescer incumbe em ter responsabilidades, arcar com consequencias das nossas decisões, intensificar certas coisas, levar a vida um pouco mais a sério (embora eu sinta que crescer não significa deixar de ser criança)... O crescimento tem me trazido muitas coisas boas... mas também algumas angustias... enfim.. vai-se levando... e qualquer dia a gente aprende a ser gente grande! (será!?)

Aiai.. tem outra coisa mexendo bastante comigo também.... história antiga e bonita... que me acompanha durante todos os dias nos ultimos 4 anos. Eu amo de um jeito tão intenso que as vezes eu nem consigo explicar! Eu amo demais. Eu amo de um jeito tão bonito! E finalmente poder viver um pouquinho desse amor me deixou tão feliz! Mas é dificil controlar sentimento... é dificil separar as coisas... e é mais dificil ainda ter conciência de que as coisas não são da maneira que a gente quer que elas sejam. Não que eu não queira que elas sejam como estão sendo... só de poder sentir-me mais amiga.. mais presente... mas viva na vida dele.. já me é bem importante. Mas é inevitável sonhar com o próximo passo.. com a próxima vez... o próximo momento de estar junto... etc. Ei coração complicadinho esse o meu!rs
Mas a minha felicidade por poder ter um pedacinho desse sentmento, que guardei com tanto carinho até hoje, é tão grande... que me compensa todas as frustrações possiveis!
Agora é a hora de buscar os caminhos que eu quero.. e se ele faz parte desse caminho é hora também de buscá-lo.. de maneira sutil.. leve.. e calma... hora de caminhar prá frente... e no rumo certo...

Vamos seguindo....

Outro dia tem mais...

Feliz!

Prova amanhã... ai que medo.. mas vambora!

Alumia!
Vive, ama e segue.

Xêro no cangote,
.dona.

Um comentário:

Fernanda Alves disse...

parabéns adorei teu blog
ele é lindo=)